Apollo Ézio

Apollo Ézio

Um cara comum, que gosta de filosofia, poesia e não entende porquê reprimir tantos de nossos desejos.

Quinta, 13 Outubro 2016 12:23

Como Alguns Milagres Acontecem

Em uma estrada cravada no meio do deserto norte-americano, caminhavam dois personagens antagônicos. Um, avermelhado, forte, carregado de um sorriso sádico e um olhar perspicaz. O outro, menos corpulento, com a boca disposta a pregar o bem entre os homens, roupas brancas, harpa num dos braços e olhos brilhantes.

Quarta, 05 Outubro 2016 16:01

O Passeio Pelo Bairro

Um cãozinho perdido e surrado estava caminhando pela calçada de uma rua muito bonita. As casinhas eram formosas; o gramado era mais verde; e as famílias eram mais felizes naquele ensolarado domingo. Ele queria ter donos como tinham aqueles outros cachorrinhos, ser feliz como eram as pessoas daquelas casas. Mas o seu rabo doía, das mordidas de uma briga anterior e ele não podia perder muito tempo olhando a felicidade dos outros.

Sexta, 09 Setembro 2016 20:56

A Tigela Abstrata

Um cômodo todo branco. A luz do sol entra pela janela à esquerda, passando pelo verde das árvores.

Quinta, 08 Setembro 2016 11:47

A Ironia

Mais uma vez, caminhando pela rua tarde da noite. Mais uma vez, coração ofegante. Era tudo a mesma coisa e as mãos suavam cada vez menos. Estava se acostumando com isso. A cada dia era mais impessoal: era um trabalho comum, como qualquer outro. Por quê ter medo de estar ganhando a vida semi-honestamente?

Terça, 16 Agosto 2016 13:53

Diário de Debutante

Não haveria chance de eu me entregar antes do tempo... se eu não tivesse conhecido ele.

Domingo, 14 Agosto 2016 19:07

Último Homem Após o Dilúvio

Nada há além de uma única cor.
Nem vitórias, nem mares a singrar,
Muito menos destino a buscar.

Quinta, 04 Agosto 2016 12:20

O Atrevimento da Inspiração

E lá fui eu pescar mais alguém para além das linhas retas deste universo que por vezes nos parece tão sisudo, tão “exato”, tão certinho. Eu sei que nem todo mundo é certinho. Alguns gostam do chão, outros de um avião, contanto que seja seguro. Mas existe gente mais louca: gente que gosta de andar na corda bamba, arriscar a pele por alguma coisa que esteja além da compreensão da sociedade, e da própria expressão que as palavras permitem. Eu gosto dessa gente que anda na corda bamba, e eles, sabendo ou não quem eu sou, estão lá porque, no fundo, gostam de mim também.

Sábado, 30 Julho 2016 14:45

Espectator

O urubu caiu do céu.
Pescou a carne podre,
Degustando como fosse mel
Todas as partes que pôde.

Quarta, 27 Julho 2016 14:55

Os Olhos do Acaso

Antes de falar do que vou dizer, preciso que vocês entendam como tudo aconteceu. Nada foi por acaso, é claro, mas o “acaso” é mera ferramenta do destino, nós é que não compreendemos.