Terça, 20 Setembro 2016 03:20

E se tu...

Escrito por
Avalie este item
(1 Voto)

Se teu sexo fosse o mar
Eu seria teu afogado

Se teu ventre fosse o céu
Eu seria tua asa delta

Se teu corpo fosse proibido
Eu seria teu prisioneiro perpétuo

Se tua pele fosse fogo
Eu seria teu pavio

Se teus olhos fossem um furacão
Eu seria arrastado com o corpo livre de amarras

Se tua boca fosse um vulcão
Eu seria tua lava incandescente

Se teus ouvidos fosse um trovão
Eu seria teu relâmpago

Se tuas ancas fossem os Andes
Eu seria teu alpinista a fincar bandeira

Se teus seios fossem o alimento
Eu seria teu filho que carregas no ventre

Se teu amor fosse uma ilha
Eu seria teu único náufrago

Se tu fosses minha rua
Eu caminharia de pés descalços sem pressa alguma de chegar

Lido 575 vezes Última modificação em Terça, 20 Setembro 2016 03:26
Garcia Neto

Poemas novos em todos os dias 10, 20 e 30 de cada mês.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.