Segunda, 26 Setembro 2016 22:49

Lágrimas de Fada

Escrito por
Avalie este item
(4 votos)

A milhares de anos existe uma lenda que ronda o mundo das fadas capaz de transformar qualquer um em um ser supremo e protetor.

Nossa historia começa em um lugar muito distante do nosso em uma dimensão paralela em um mundo distante onde se chamava Forestreza, este lugar era sombrio e também abrigava um densa floresta sombria de mesmo nome onde existia uma comunidade de fadas exiladas, dão este nome por causa de terem usado magia das trevas, sim fadas também são seres com sentimentos ruins, eis que todas elas estavam trabalhando em Forestraza para se redimirem e voltar para suas dimensões.

Elas são sentinelas domadas pelas trevas sua aura negra exilava uma incerteza em Dalila que era uma fada recém chegada do mundo das águas.

No bosque próximo a árvore mãe de uns 23 metros de altura e troco colossal todas as Fadas se reuniam cerca de cem fadas para receber a mais nova integrante, Dalila. Ela estava assustada e seus olhos já sem brilho por ter usado magia negra em uma de suas jornadas perambulando pelo vale dos ossos onde ela se deparou com um ser sombrio que revelou ser um goblim.

Ele tinha dois metros de altura, era gordo e suas presas para fora de sua boca eram amedrontadoras e sua pele em tom verde destacavam seus dedos grossos em punho pronto para atacar uma pequena e frágil fadinha de um metro e sessenta e cinco de altura não teria chance com aquele ser.

Ele estava protegendo algo que ela queria desesperadamente o goblim estava protegendo algo para as outras fadas algo até então que era comente uma lenda contada para as fada mais jovens.

Dalila sem ter noção do que estava fazendo conjura uma bola negra e a tira contra o goblim atingindo-o no seu peito e fazendo-o morrer instantaneamente então seu caminho estava livre para o tesouro, ela passa por entre duas árvores transpassando por um portal místico e chega a um lugar onde era escuro e tenebroso havia um lago no seu centro e uma luz fraquinha vinda de um botão de flor que flutuava no seu centro.

Estava silencioe ela encantada e fixada como se estivesse num transe por sido dominada por algum espirito maligno é repetidamente surpreendida por dois elfos que estavam de guarda sendo jogada no chão e colocada em um sono profundo através de um toque de uma varinha.

Dalila Acordou em uma sela sozinha mais o que ela descobriu foi muito mais além de tudo que as historia contadas para crianças, era real.

O poder sombrio tomou conta de sua aura, movida pela ganancia e as trevas tiveram uma brecha e preencheram seu correção sendo enviada para o exilio da floresta de Forestreza.

Seu julgamento foi acompanhado e de joelhos ela ainda em choque seus olhos não piscavam sua pela branca e pálida ofuscava a escuridão se sua roupa azul que agora se tornava em tom anil e seus cabelos onde exalava um brilho fabuloso agora estava nego e sem vida então uma voz em sua mente dizia para ela.

- Porque você fez isso? Você não é má, você tinha que saber! Tinha que saber.

No silêncio onde ela estava o circulo de fadas exiladas estavam alvoroçadas pois mais uma seria condenada a fica ali para o resto de sua vida no entanto, no lago escuro algo acontecia o botão que flutuava estava brilhando e se abre majestosamente revelando o segredo que era guardado pelo Globlim.

Revela um pingente em forma de lágrima que estava brilhando constantemente assim do outro lado no exílio uma lágrima escorria do rosto de Dalila.

Todos estavam agora de olho naquela fada que se pois a chorar em um momento de arrependimento. Então a Rainha das Fadas surge majestosamente em um brilho branco atrás de Dalila e diz, soberanamente.

- Levante-se

- Dalila ainda permanecia de joelhos e de cabeça baixa enquanto as outras fadas chegavam mais perto.

A fada Rainha se aproxima e a toca em seu ombro e sente uma força extraordinária de coragem, então Dalila ergue sua cabeça e mais lágrimas começam a escorrer pelo seu rosto e por suas bochechas.

A Fada Rainha toca nas lágrimas e com seu dedo indicador colocando na boca e arregala seus olhos, e no instante seguinte a Rainha e Dalila são encobertas por uma luz e desaparecem, Dalila foi levada pela Rainha para Planalto da liberdade onde novas Rainhas eram coroadas, Todos os seres místicos estavam lá para presenciar a nova rainha.

Dalila estava vestida de branco ao lado de uma formosa senhora que a salvou e pergunta.

- Porque estou aqui? Fiz algo terrível, eu matei aquele pobre Goblim.

- Tudo será explicado, responde a Fada Rainha.

Então se aproxima dela uma senhora muito velha, era a Fada anciã dona do poder das fadas e a tudo ela sabe.

- Seres místicos está aqui a prova viva que somos o que somos e podemos escolher entre o bem e o mal.

Todos ficam de joelhos e a anciã se aproxima devagar de Dalila colocando um pingente em forma de lágrima em seu pescoço. Dalila, surpresa pergunta:

- O que é isto?

- São suas lágrimas, pura e cristalina cujo poder é imenso capaz de tornar qualquer um em seu guardião mais a escolha tem que ser sabia.

Dalila olha seu pingente, que brilha fortemente e derrepente aparece uma coroa de cristal em sua cabeça.

E uma voz mais uma vez soa em sua cabeça e ela sabia onde deveria reinar.

Ela foi para Forestreza e lá reinou por anos, e muitas das Fadas exiladas conseguiram voltar para seus mundos devido ao trabalho que a Rainha Dalila desenvolveu no lugar.

Lido 333 vezes Última modificação em Sexta, 30 Setembro 2016 03:29
Otávio Augusto Rodrigues

Sou Otávio Augusto Rodrigues (O. A. R.) natural de Curitiba / PR, Brasil. Tenho trinta anos sou formado em Ciências Contábeis pela PUCPR, 2005 a 2008 e pós-graduado em Controladora pela UFPR de 2009/2010 e desde então ministrando várias atividades e cursos. Trabalho com Logística, porém meu hobby é a escrita adoro escrever e minha cabeça ferve de tanta imaginação, já tenho dois contos publicados pela Academia Alquimia das Letras em 2014 / 2015 onde meus contos fazem parte integrante do livro Feiticeiro das Letras e 50 Tons de Vermelho Sangue. E acredito que qualquer um pode fazer a diferença desde que se empenhe 10X a fazer aquilo que deseja e tenho um sonho de um dia mostrar ao mundo minhas obras e publicar meus livros que estão a caminho.

E-mail: otavioaro@hotmail.com

Links: https://www.facebook.com/otavioaro

Conheça mais sobre o meu livro, As Crônicas de Biier e os Guardiões da Magia acessando o link: https://www.amazon.com.br

1 Comentário

  • Link do comentário Nelson Lyra Quinta, 29 Setembro 2016 23:00 postado por Nelson Lyra

    Gostei de todos os que postou, sem querer dimensionar, fantasia é a sua praia.

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.