Quarta, 14 Dezembro 2016 13:10

Pronomes Pessoais

Escrito por
Avalie este item
(4 votos)

Ela chegou sozinha, disposta a conquistar sonhos, não revelados por muitos anos. Era clara a decisão, transparente a ocasião, nada ou. Chegou revelando emoção.

Foi direta ao ponto, mostrando carinhos, lábios, arrepios e calafrios.

Ele chegou meio sem jeito, com um nó peito. A despeito de encontrá-la tão diferente pensou em desistir de tudo, mas, no fundo sabia... Isso jamais aconteceria. Tudo era quase nada do que ainda queria sentir ao lado de alguém, e o alguém, era ela.

Pensando em tudo que viveram no passado, ela se fez toda ela. Disse de tudo, do mais profano ao profundo, do mais quente ao insolente, parecia quem nem era ela, e sim, alguém que não conhecia.

Ele ficou assustado, mas, logo, logo, espalhou amor que andava preso. Beijou como nunca antes.

Desencantou até o romance mais meloso, um olhou para o outro e queriam mais. Fizeram mais. Suaram mais. Mais uma vez, perfeito para quem desejava há dias... Meses? Anos? Horas? Não sabiam mais. Apenas sentir o gosto dos sentimentos.

- Eu sempre tive certeza dessas nossas travessuras... Quero assustar minha alma.

- Calma, agora, não tem mais desculpas, temos que assumir nossa culpa e navegar até quando o mar secar.

Ele e ela formaram "nós", elos, tão belos.

Nada mais interessava. A vida descruzada com o tempo? O tempo perdido após tantos anos? Tantos fatos?

O ato estava ali e tinha que ser real. Com o efeito de namoro no começo, sabores, sensações indecifráveis que só os apaixonados sabem descrever. O resto? Proibido saber.

Ele abriu o espumante, ela deu uma olhadinha na taça, encarou-o com os olhos felinos.

Naquele momento, ele se lembrou de uma certeza: Ela apreciava ainda, e como! Um copo duplo de cerveja. Com espuma.
Plumas dos travesseiros voaram em meio a tanto sabor.
Calor de corpos, água salgada escorrendo matando saudades.
Verdade! Depois de tantas despedidas, sempre às escondidas, sem nunca irem embora, ela e ele ainda eram os mesmos.

Sentiam os mesmos absurdos, beijos que transitam entre o desejo e o susto do cotidiano. Notas de um soprano.

Sem medo... Promessas eternas. Sem hora certa.

Vontade que o sentimento nunca mais se acabasse. Os devorasse.

Enfim a sós!

Ela e ele... Eram apenas fragmentos de eterno amor.

Amor em nós.

Lido 637 vezes
Sandra Modesto

Sandra Modesto é mineira de Ituiutaba-Mg. Tem 55 anos e onze meses.
Sempre gostou de ler e escrever.
Casada, tem um casal de filhos, quatro irmãs, ama pão de queijo.
Autora publicada em 2015 com o livro, "Acenda a LUZ", editora Kazuá- SP. O livro é uma coletânea de contos, crônicas e poemas.
É acadêmica da ALAMI- Academia de Letras, Artes e Música de Ituiutaba.
Adora Carlos Drummond de Andrade, Cora Coralina e Cecília Meireles.
Graduada em Letras.
É bem humorada.
Blogueira e louca.
Atualmente aposentada tem se dedicado a arriscar-se em alguns rabiscos. Escrever!

 

E-mail: modestosandralucia@gmail.com

 

Links: https://www.facebook.com/sandraluciamodesto.modesto
https://artedegustada.blogspot.com.br/

Mais recentes de Sandra Modesto

Mais nesta categoria: « Percursos Sobre ser poesia II »

4 comentários

  • Link do comentário Ana Luiza Silva Santos Quinta, 05 Janeiro 2017 17:53 postado por Ana Luiza Silva Santos

    Que romântico... amei

    Relatar
  • Link do comentário Sandra Silva Domingo, 18 Dezembro 2016 13:24 postado por Sandra Silva

    que lindo, tem que participar do concurso de contos....

    Relatar
  • Link do comentário Laercio Humberto Quinta, 15 Dezembro 2016 15:30 postado por Laercio Humberto

    Viajei. Voei e me perdi. Um perder gostoso quando estamos em êxtase. Ao ler esse conto me senti grande na minha pequenez. Lindo! Parabéns pela obra. Amei

    Relatar
  • Link do comentário Enio Ferreira Quarta, 14 Dezembro 2016 22:27 postado por Enio Ferreira

    Dez! Agora dá para saber por que você gosta tanto de contos. Você é mestra nisso. Texto com bom conteúdo, conciso.
    Na poesia o autor se equilibra na rima, mas na prosa não tem onde se escorar. Na prosa o texto tem que fluir, trazendo emoção e expectativa e você sabe bem sobre isso.
    Divulgue para todos os seus contatos, vai ganhar muitas notas dez!

    Abraços
    Enio

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.