Quarta, 21 Dezembro 2016 12:51

Demência

Escrito por
Avalie este item
(1 Voto)

Todos os dias ao anoitecer, Lili escrevia. Só o diário sabia de suas mais íntimas emoções. Naquele dia o céu conspirava para o encontro. Lili, colocou o melhor vestido, e, com o andar próprio da velhice aproximou-se do local onde outras vezes seu coração vibrara de amor. O moço bonito estava lá, porém não foi a seu encontro para ajudá-la a colocar a sacola de compras em seu colo, no ônibus.


Estava entretido com uma linda moça, e a beijava. Triste e ainda mais curvada, voltou pra casa, sentou perto do fogão. O lápis e papel, ficaram sobre a mesa. Não escreveria mais nada. Ali, ante as cinzas já frias, olhos semicerrados, a taça de vinho quebrada, jazia uma história inacabada.

Lido 424 vezes
Gerci Oliveira Godoy

Gerci Oliveira Godoy nasceu em Porto Alegre (RS), em 1938.
Obras publicadas: Prêmio Lila Ripoll, Poemas no ônibus, Histórias de Trabalho, Prêmio Mario Quintana, Concurso Amigos do livro ( Flipoços), Concurso Expresso das letras, além de inúmeras vezes selecionada nos concursos da Litteris Ed., entre outras.
Lançou em 2012 seu primeiro livro solo de poesia: "Da Boca Pra Dentro".
É autora do Portal Cen, também escreve no site Recanto das Letras.
É sócia do Partenon Literário, e da Academia Feminina de Letras, faz parte do grupo "diVersos" de poesia e performance.

Idade: 78

Profissão: Costureira

E-mail: gercigodoy@gmail.com

Mais recentes de Gerci Oliveira Godoy

Mais nesta categoria: « Delírio Eu odeio o Natal »

1 Comentário

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.