Sábado, 21 Janeiro 2017 21:08

Por dez vezes e tantas mais

Escrito por
Avalie este item
(4 votos)

Eu não queria que o teu
relógio
ditasse o meu
tempo

Eu não queria que o teu
batimento
acelerasse o meu
coração

Eu não queria que a tua
audição
registrasse da minha boca
“eu te amo“

Eu não queria que você
soubesse
que eu preciso
precisar de você

Eu não queria que o teu
sonho
sonhasse o meu sonho
de sonhar você

Eu não queria que a tua
saudade
fosse aprendiz da minha
obsessão

Eu não queria que o teu
sangue
circulasse em minhas
veias

Eu não queria que a tua
paixão
desvirginasse a minha
razão

Eu não queria que o teu
sexo
fosse o parceiro desejado do meu
amor

Eu não queria ter que te admitir
eu
não posso viver sem
você

Lido 420 vezes
Garcia Neto

Poemas novos em todos os dias 10, 20 e 30 de cada mês.

Mais nesta categoria: « Amor em clave de lua

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.