Crônica
Segunda, 09 Janeiro 2017 15:31

Tempo de Reflexão

O evento já não cabe numa data, transborda o calendário. Sólido como rocha, domina o mês inteiro. Dezembro chega, a esperança cresce.

Segunda, 12 Dezembro 2016 00:42

Cazuza e a Sociedade moralista

Duas horas da tarde, calor escaldante, ventilador só faz barulho e não refresca. Acabei de imprimir trezentos e vinte e cinco folhas de um projeto de final de curso.

Segunda, 12 Dezembro 2016 00:23

Criança da Guerra

Não sonho, minhas noites povoadas por pesadelos, minhas brincadeiras são correr sobre destroços, esconder-me entre ruinas, o amanhã o que é o amanhã? Se o hoje custou a passar. Família? Sim, tenho! Mas hoje não sei mais onde estão. Avô, avó, foram os primeiros a partir, tios, tias primos, somente uma recordação distante.

Domingo, 04 Dezembro 2016 21:02

Agradecimento Tardio

Visitei a Argentina quando eu era adolescente. Primeira vez pisando terra estrangeira. Assoberbado, carregava certezas típicas da idade, no futebol, torcia ferozmente contra os portenhos. Fazia pior, extrapolava a paixão pelo esporte em preconceito puro contra quem desconhecia.

Segunda, 28 Novembro 2016 22:11

Voltando para a Terra Natal

Um jovem de uma certa idade resolvera trabalhar fora de sua cidade natal longe de seus familiares e amigos, era vendedor em um grande shopping da capital, ganhava um bom ordenado que lhe sustentava sua vida de solteiro e sobrava alguns trocados ainda para mandar para seus pais na pequenina cidade do interior do estado. Trabalhava de dia à noite, sentia imensa saudade de casa, do bom aconchego e carinho de seus pais, como também das boas conversas com seus amigos de outros tempos. Aquela cidade imensa e estranha nunca fora capaz de suprir suas angústias e saudades, por mais que trabalhasse bem e fosse bem remunerado e tivesse feito outras tantas amizades, nada lhe tirava aquela solidão imensa e o vazio do peito que sentia, foi então que depois de muito cogitar sobre sua real situação,que chegou ao seu chefe e lhe disse convicto:

Quinta, 10 Novembro 2016 20:33

Visita Rápida

Visita breve, nem guardei o nome da cidade. Tempo curto que valeu. Passando perto, a intuição mandou chegar. Avenida, calçada, comércio, gente caminhando num dia cinzento e frio. Até parece que estou na minha gelada Curitiba, pensei. Nada de extraordinário nesse lugar distante, já vi tudo, sigo em frente.

Segunda, 31 Outubro 2016 21:38

A Feira

Pra mim seria folga naquela cidadezinha distante. Passei pelo comércio adquirindo umas coisas, cheguei de sacola cheia ao bosque amplo e calmo. Num banco confortável, sentado ali fiquei.

Segunda, 24 Outubro 2016 20:14

Escreve menina

(...)
Comecei a escrever um texto, na verdade um conto, para um edital que está aberto. Sinto-me forçada a produzir por mais que esteja em um processo criativo decaído e cheio de mofo. Não consigo entender essa sede de escrita, palavras e sensações que tenho, mas que nunca aparece quando necessito. Vamos chegar a um consenso de que a alma esta em uma fase de transição espiritual e que precisa de energias puras e verdadeiras ao redor. E que a decadência de todas as estórias criadas nessa mente maluca que possuo foram roubadas por um ser que ainda não consigo decifrar. Digamos que o poema processo revolucionário é apenas uma imagem incógnita, e que mesmo virando a folha eu não consigo decifra-lo, mas ele é lindo!

Quarta, 19 Outubro 2016 16:08

Ode à Pátria do Cruzeiro Resplandescente

- “Vó”, “vó”, corre que vem tormenta!

Em outubro de 2001, eu visitava Israel em plena revolta palestina. Antes da partida, muitos indagaram se eu não tinha medo da intifada. Inclusive meu então chefe, agourento, andou sondando substituto para a eventualidade deste que escreve ir e não voltar. Friamente eu mostrava os números da violência de lá e de cá, e respondia sim, ia apreensivo - deixava família aqui.

Página 1 de 4