Poesia
Quarta, 28 Setembro 2016 17:46

O Risco de Correr Riscos

Uma vez fiz um risco
No papel de criança
O risco era longo
Quase infinito

Sábado, 24 Setembro 2016 21:41

De Amor E De Horror

Madrugada adentro,
Ia eu bastante sonolento,
Por minha janela só entrava o vento,
E era a falta da amada que nutria meu lamento.

Sábado, 24 Setembro 2016 21:12

Salve Salvador

Libélulas aqui e ali na flor do caqui.
Dali viam-se, pássaros raros, velhos sapatos soltos sozinhos por aí.
Saias da cor.
Desejas estas para cobrir as frestas?
Outras Dali partem-se em fios fazendo rios sorrirem, Dali que te pirem,
Astros n’outras hastes tortas de morango tangos alvos, mirabolantes álbuns.
Uns áridos daqui.
Outros dali não importavam janelas...
Cotovias nenhuma...
Daqui vai Dali Alice vão todas...
Sumindo em formas de córneas, abóbadas caóticas. Autógrafas?

Sábado, 24 Setembro 2016 21:05

Paisagem

Naquela refeição, o menino sentou-se ante o pote com o alimento e debruçou-se a comer dos legumes frescos. Seu corpo absorveu tudo. A mente, em repouso, esvaiu-se. Por lugares nunca tão serenos. Esgueirando-se pelas paredes rochosas de córregos quietos, até calmos e pequenos poços de águas claras que, transparentes demais, misturavam-se aos céus, lentamente passando azuis, entre as escarpas do cânion.

Quarta, 21 Setembro 2016 15:45

Covardia

Se tu olhasses para mim com atenção,
Se tu olhasses para mim, um só momento,
Verias nos meus olhos tal inspiração
Que até te espantarias com meu deslumbramento.

Terça, 20 Setembro 2016 03:20

E se tu...

Se teu sexo fosse o mar
Eu seria teu afogado

Terça, 20 Setembro 2016 03:08

Vida de Astronauta

Minha vida tá de cabeça pra cima
Estou feliz e empolgado
E ao mesmo tempo confuso e desnorteado

Segunda, 19 Setembro 2016 01:44

Sou Vidro

Sou vidro.
Sou transparente nos sentimentos
Sou vidro
Sou maleável ao calor intenso
Quarta, 31 Agosto 2016 12:45

Poema que eu não fiz

A armadilha negra que a noite tece
Desperta em mim o seu cruel fantasma
Derradeira criação da saudade que enlouquece
Pois estou triste e sozinho, e não quero chorar.

Domingo, 14 Agosto 2016 19:07

Último Homem Após o Dilúvio

Nada há além de uma única cor.
Nem vitórias, nem mares a singrar,
Muito menos destino a buscar.

Página 6 de 14