Suzana da Cunha Lima

Suzana da Cunha Lima

Suzana sempre gostou de ler e escrever, desde menina. Mas foi apenas depois do 63 anos que se dedicou à literatura de maneira mais sistemática, visando a publicar seus escritos. O primeiro romance VIRANDO PÁGINAS, em 2008 e depois seguiram-se dois livros de contos: O AMIGO IMAGINÁRIO E SEMPRE VINTE ANOS. Um livro infantil: FADAS EXISTEM?colaboração com 10 contos em duas antologias: ÂNCORAS E O SEGREDO DE CADA UM. Este ano está preparando um livro policial.
Mora em São Paulo, tem três filhos e sete netos e uma família amorosa e unida, grande parte no Rio de Janeiro. Tem uma vida ativa e interessante, gosta de cinema e teatro e atualmente responde pela direção do Departamento Cultural do Clube Alto dos Pinheiros.

Segunda, 17 Outubro 2016 14:51

O Planeta Azul

Ele saiu de seu “bunker”, 30 metros abaixo da superfície, e suspirou ao ver aquela desolada região. Era um deserto de pedra e ele não sobreviveria ali nem dez minutos, não fosse a roupa especial que usava.

Sexta, 14 Outubro 2016 10:40

A Caça

Naquele dia luminoso, Maga resolveu usar sua melhor roupagem para ir à caça, como dizia.

Domingo, 09 Outubro 2016 13:28

Envelhecer

— Mana, estou lhe telefonando porque estou horrorizada. Ao me olhar no espelho, hoje, com mais atenção, eu me dei conta de que estou envelhecendo, reparei um monte de ruguinhas em volta dos olhos e continuo acima de meu peso.

Quarta, 28 Setembro 2016 20:52

Olhos de Buda

Eu estava num momento nebuloso da vida. Embora gozasse de boa saúde, não tivesse preocupações financeiras, e fosse uma moça até atraente, minhas aspirações ao reconhecimento se perdiam no nevoeiro da mesmice e do anonimato.

Quinta, 25 Agosto 2016 12:03

Previsões

Toda minha família gosta de cartomantes, videntes, horóscopos, qualquer coisa que remeta ao imponderável, à fantasia e ao não conhecido.

Quarta, 10 Agosto 2016 10:57

Carlota e a Massagista

Tudo começou após uma cirurgia de varizes, a que Lota precisara se submeter, às pressas, por estar em risco de trombose. Vaidosa, ficou amargurada com as pernas roxas, logo ela, que se tratava tanto, fazia ginástica e Pilates, mantinha o peso... E isso veio assim do nada, doutor, como é que pode?

Terça, 26 Julho 2016 13:49

Tempos Difíceis

Eu ainda era uma meninota de laço na cabeça quando d.Eva veio morar em nosso bairro, com toda pompa e circunstância. Naquele tempo lá só havia lá casas modestas, ruas mal asfaltadas, um comércio chinfrin, composto da quitanda de Sr.Gerson e de uns dois ou três botequins, completamente vedados a nós, crianças. E no final da rua, havia um velho casarão abandonado, que muito serviu para nossas brincadeiras. Pois foi justamente lá que d.Eva resolveu se instalar.

Quarta, 20 Julho 2016 14:07

A Lenda do Amor Eterno

Diz a lenda que o Absoluto reinava no mundo escuro do sem-fim. Tinha dois filhos, Zairo e Zoé, encarregados de dar as características masculinas e femininas aos seres vivos que povoavam o mundo das leis universais.

Sexta, 22 Julho 2016 14:51

O Sétimo Distrito

Era uma noite escura, sem lua. Fria. A iluminação na rua, além de precária, estava encoberta pelas árvores frondosas que miraculosamente tinham sido preservadas da sanha abate-árvores do prefeito anterior. Talvez porque fosse uma rua curta, sem saída, quase uma vila.

Quarta, 13 Julho 2016 20:50

O Bebê da Cestinha

Colocou a criança com cuidado no berço. Olhou-o amorosamente e apagou a vela, deixando apenas o luar iluminar o aposento.

Página 1 de 2