Terror
Sexta, 14 Outubro 2016 05:38

Cinquenta minutos

A aula começa.

Sexta, 14 Outubro 2016 05:32

As luvas pretas

Ele passou a chave e jogou tudo no chão, a mochila com o computador, o casaco, os óculos. Arrancou as botas e foi direto para o banheiro. Enquanto mijava, pensou nela, na boca dela, nas coisas que ela sussurrava para ele... Aquilo era bom e ele queria mais.

Sexta, 14 Outubro 2016 05:24

Nós, os gatos

Em nosso primeiro ano juntos, recém havíamos nos mudado para o sítio. Queríamos viver longe de tudo e de todos, voltados apenas ao nosso relacionamento. Embora eu possa acreditar que fomos felizes neste tempo, a verdade é que a necessidade absurda de ser amada cegou a minha percepção e, quando pensei ter conhecido o homem ideal, descobri que havia encontrado um monstro, pois a devoção, o carinho, a gentileza e o amor definharam e um homem recluso e cruel se revelou.

Sexta, 14 Outubro 2016 05:16

Parte 3

Era um dia comum para Pedro, um amigo comenta sobre um lugar misterioso onde ele poderia conhecer.

Sexta, 14 Outubro 2016 05:09

Passeio ao Inferno com Jade

Sou Camila, tenho 20 anos; contarei algo que aconteceu em minha infância.

Sexta, 14 Outubro 2016 04:58

Companhia

Continue dormindo, ele ordenou.

Sexta, 14 Outubro 2016 04:50

Passos no corredor

Ali, na metade dos anos 1950, uma mulher, dona Florência, morava num casarão. Vivia sozinha e já estava perto dos 90. Era uma casa daqueles tempos provincianos, no centro de Belém, Pará – na Amazônia.

Sexta, 14 Outubro 2016 04:35

O Bandeirante

Bendizei o Senhor, filhos das selvas,
Homens da natureza! Como as águas
Que deslizam em límpidos meandros

Sexta, 14 Outubro 2016 04:14

A Próxima Porta

A noite acabara de cair e todos já estavam em suas casas. Menos Carlos. Lá não há nada pra fazer nem ninguém para me receber. Que trabalhasse, então. Era novo na cidade, tantas mudanças que perdera a conta. Preferia assim. Mesmo com seus cabelos rareando e sua visão enfraquecendo, não queria vínculos nem apegos. Para ele, tudo isso deixava-o mais fraco.

Sexta, 14 Outubro 2016 03:50

Não se Encara o Estranho

O diabo sempre foi o herói da história. Deus é um manipulador cruel, criou um mundo só para governar de acordo com suas vontades. Alguém precisava deter o déspota do Universo. A Estrela da Manhã é o protagonista perfeito, aquele que ousou opor-se a soberania do regente opressor, o que pregava a igualdade entre o mestre e seus servos, o mais belo dos anjos. Uma pena os vencedores portarem a memória dos fatos, e a narrativa regada com mentiras alcancem facilmente as audiências mais ignorantes. O ser mais vingativo permanece no imaginário popular como misericordioso, desde os mais puros aos mais maliciosos, todos sucumbiram ao mesmo engodo. Privados de sua liberdade preciosa, graças ao fanatismo religioso difundido por seus Messias, e consagrado com a morte de seu filho, fiéis julgam em seu nome, odeiam em seu nome, matam e seu nome. E sua maior façanha, coibir a raça humana de odiá-lo. Grandes feitos viram milagres, tragédias horríveis são parte de um plano, tudo em nome da supremacia de seus caprichos. O desgraçado pode não fazer nada e sempre estará correto. Isso pode e deve mudar.

Página 4 de 7