Terror
Quinta, 13 Outubro 2016 13:29

Quando o diabo é interino

Quando o interroguei, ele disse que Deus o enviou à Terra com a inglória missão de substituir o Diabo, que havia pedido férias do inferno.

Por que esses fodidos sempre inventam essas maluquices pra justificar seus crimes? Mas, se fosse verdade? De todo modo, o homem aterrorizou a região inteira e a mim, que nunca em 20 anos de serviço policial imaginei ter que lidar com aquele tipo de... louco.

Deus então propôs duas ou três reencarnações para que ele aprendesse o básico sobre ser homem, um homem maligno. Claro que o Diabo não ficou satisfeito.

- "Bora apressar essa porra que eu quero tirar férias", ele fica me dizendo. Como eu poderia apreender toda essa malignidade se eu vivo nesse fim de mundo?

Quinta, 13 Outubro 2016 12:39

Leoas

Regina estava imóvel.

Quinta, 13 Outubro 2016 12:31

Decesso Medieval

É assustador. Eu estou aqui, respirando o ar mais melancólico que existe. O cubículo onde me encontro, feito de pedras enormes, aumentam ainda mais o meu pânico.

Quinta, 13 Outubro 2016 12:03

Natureza Morta

Assim que abro os olhos, percebo que tem uma luz forte no meu rosto. Onde estou afinal? Parece que estou deitada em uma maca. Tento mover os braços e as pernas, mas não consigo. Estou começando a ficar com medo. Não sei que lugar é esse, nem como vim parar aqui. Mal consigo enxergar por causa dessa droga de luz. Sinto o suor molhar todo o meu corpo. Sinto as lágrimas verterem dos meus olhos.

Quinta, 13 Outubro 2016 11:51

Gambito

Quase como regra, cabelo ao vento e ar sombrio conferem mais charme e beleza à adolescência. Ela sabe disso.

Quinta, 13 Outubro 2016 11:41

Sem-Choro

No primeiro dia, ainda algumas horas depois da cerimônia, com o suor frio pelas costas, olhos vítreos e apertados, ela precipitou-se a cozinhar e, devido a evidente inexperiência, cortou a ponta do dedo, olhou o sangue que destacava o robalo dos demais objetos da pia e iniciou-se em histeria: ria com raiva, arranhava a garganta em um riso assustador. Consegue imaginar a cozinha fria, o vermelho no azulejo?

Quinta, 13 Outubro 2016 11:30

Restinga

A comemoração já entrava pela tarde quando Vilmar pediu silêncio batendo a colher no copo de vidro. Foi preciso o diretor erguer a mão espalmada e falar em tom brincalhão, amigos, ouçam o colega, ele deve ter uma boa notícia já que está tão empolgado.

1922. Em uma manhã ensolarada, Rodolfo de 19 anos, que vive solitário em um casebre na cidade de Ilhéus interior da Bahia, caminha em direção a sua casinha, acompanhado de pessoas desesperadas querendo que ele converse com seus entes falecidos. O rapaz tenta se explicar:

Quinta, 13 Outubro 2016 10:45

O dia-a-dia no Mundo Capitalista

Estava sentado em meu sofá sendo mais um desinformado, até que liguei a TV e comecei a ser alienado. Corrupto! É apenas o que consigo imaginar quando vejo um desses políticos safados, pois se são eles que nos representam, me sinto envergonhado.

Quarta, 12 Outubro 2016 01:55

Trinta Moedas

(…)
No entanto à noite, se o Hebreu passava,
Um murmúrio de inveja se elevava,
Desde a flor da campina ao colibri.
"Ele não morre", a multidão dizia...
E o precito consigo respondia:
– "Ai! mas nunca vivi!"

Castro Alves (Ahasverus e o Gênio, in: Espumas Flutuantes)

Página 6 de 7